Buscar
  • Letícia - Sócia Atualiza

QUANDO É VANTAGEM SER MEI?

Atualizado: 18 de set. de 2020

Saiba quais os quesitos para ser microempreendedor individual



O MEI é a modalidade número um quando pensamos em legalizar uma atividade, até então, "informal". Mas quais são as regras para fazer parte desse regime de empresa tão vantajoso e qual o momento certo de fazer isso?

Seu negócio tem tido uma procura significativa? Então é o momento de regularizar!

As três principais vantagens em ser #mei são: manter a contribuição ao INSS, ter uma personalidade jurídica (tendo um CNPJ) e oferecer melhores condições de pagamento ao cliente.


Quais os requisitos e regras para ser MEI?


Infelizmente não é qualquer atividade que pode atuar como #microempreendedor individual, porém a lista de atividades permitidas é bem vasta. O processo de abertura de um MEI é bem simples e feito pela internet mesmo, no portal do empreendedor. Basta ter as informações pessoais como endereço, CPF e título de eleitor do titular - e claro, consultar se a atividade em questão é permitida nessa modalidade.


Esse regime tem também algumas (poucas) regrinhas: o titular não pode ser funcionário público, não pode ter nome em outras empresas, fica limitado a ter apenas um funcionário registrado e tem limite de faturamento anual (atualmente em R$ 81.000,00). E por que tudo isso? Porque é uma forma pensada para regularizar profissionais informais - e entende-se que sejam as pessoas que estão começando.


E quais as vantagens em ser microempreendedor individual?


As duas principais vantagens em regularizar são dar uma personalidade jurídica ao seu negócio (que traz uma cara mais profissional) e te possibilita ter uma conta corrente jurídica, uma máquina de cartão que facilita a compra pro seu cliente.. e também a contribuição ao INSS. Gosto de frisar esse detalhe pois faz TODA diferença quando é necessário dar entrada em benefícios da previdência social.


O MEI tem também algumas vantagens quanto a outras modalidades de empresa - que são tidas como incentivos. Como a não obrigatoriedade de emitir notas fiscais para clientes pessoa física, sendo obrigado apenas a emitir notas para clientes com CNPJ. E também não paga imposto sobre faturamento! As obrigações fiscais do micro empresário individual são apenas o pagamento mensal da DAS em um valor fixo estabelecido por ano (que não ultrapassa R$ 70,00), além da declaração anual realizada em maio.


Depois de saber de tudo isso fica difícil arrumar motivos pra continuar atuando no boca a boca, não é mesmo? Repense sobre tudo isso, e se tiver alguma dúvida, é só deixar nos comentários.


15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo